quinta-feira, 22 de outubro de 2009

PASSO E COMPASSO

Dia desses estava pensando nos rumos (ou a falta deles) que a minha vida tomou neste ano. Foram tantas surpresas: doenças-surpresas, diagnósticos-surpresas, falta de diagnósticos ainda mais surpreendentes e por aí vai...
A única coisa que não foi surpreendente foi a qualidade e quantidade de amigos sinceros que tenho espalhados pelo mundo, perto e distantes, conhecidos e ainda por conhecer, mas amigos da melhor estirpe!
Agora, que estou, mais uma vez, prestes a encontrar um novo e desconhecido (para mim) diagnóstico, que provavelmente me levará outra vez para o hospital, lembrei-me de um poema que escrevi há muito tempo, décadas...
Acho que chegou a hora de aceitar esse novo passo, redescobrir um compasso, tentar ser feliz.

(Imagem ilustrativa retirada da internet - infelizmente não tenho fotos da "nossa" banda)

Acelere o passo,
Diminua o compasso.
Vestidos de laranja, azul-turquesa e dourado
Galões refletindo sob o sol
Éramos mais que uma banda marcial.
Éramos jovens, unidos, destemidos,
Tendo sonhos por ideal.
Acerte o passo,
Atenção ao compasso.
Juntos enfrentávamos qualquer desafio.
Obstáculos? Vencíamos todos.
Nada nos detinha.
Éramos felizes porque éramos jovens
Ou éramos jovens porque éramos felizes?
Diminuía o passo,
Acelere o compasso.
O tempo passou...
Seguimos por caminhos diferentes
E hoje, faria qualquer sacrifício
Para de novo me vestir
De laranja, turquesa e galões,
E, assim, superar os obstáculos,
Vencer os desafios,
Digladiar contra os meus dragões.
Mas, quando face a face, me olho no espelho,
Só vejo vazio, cansaço, solidão.
Nem sombra da jovem destemida que fui.
Aonde foram parar meus sonhos?
Estarão adormecidos
Ou morreram com a minha juventude?
Abaixo os olhos, envergonhada de mim mesma
Por ter-me dado por vencida,
Pelos sonhos que não persegui.
Quando estou prestes a virar-me e,
Mais uma vez desistir,
Ouço uma voz ao longe:
Redescubra seu passo,
Invente um novo compasso,
Ainda é tempo de ser feliz!

(Autora: Kátia Corrêa De Carli)

9 comentários:

Miguel S. G. Chammas disse...

Katia,
no passo certo, no errado, no cxompasso ou descompasso, a vida segue eou nnoa persegue.
Sendo assim vivamos com seriedade e intensa alegria.
Os amigos nos coroam e nos amparam, use-nos eabiuse-nos.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Quando George Ohsawa perdeu seus pais e irmãos ainda era um adolescente. Adoeceu também, procurou médicos que lhe decretaram "o fim" para muito breve.
Resultado?
Viveu mais de 80 anos. George redescobriu a Macrobiótica para o ocidente, curando a si e levando suas descobertas aos que marchavam tristes ao seu lado.
Teve que ficar só, marchou solitário com a multidão dos desenganados, mas sem se confundir com eles. Só não perdeu a Esperança, daí começou a remexer nas coisas mais simples da vida, sua alimentação, por exemplo.
Não sei, Kátia, acho por vezes que sou até incoveniente e incompreensiva contigo. Por isso, peço-lhe que me desculpe. Perdoe-me por lhe querer tanto bem e exigir demais de você. E se eu estivesse no seu lugar? O que faria?
Hoje sofri uma queimadura leve no braço, não passei remédio, apenas a clara de um ovo. Sarou no ato.
São tantos diagnósticos nessa vida que na velha Babilônia os "médicos" de lá tomavam uma providência drástica: mandavam os doentes às praças públicas para se consultarem com quem passasse...talvez estivessem certos.
Um dia de cada vez e sempre buscando o compasso certo da marcha.
Aqui e agora, Deus te conceda um bom final de semana!
Beijo carinhoso, saúde!!!

Luzia disse...

Querida amiga,

Desde a última vez que nos encontramos fiquei com a sensação de que tudo tinha se resolvido, que você já tinha superado esta fase difícil.
Me perdoe amiga, pela ausência em saber notícias suas.
Sei que nada justifica, mas também tenho passado alguns percalços que me fizeram abandonar os amigos e a
vida virtual.
Total falta de tempo.
Soa até irreal para uma aposentada.
Mas todos temos a nossa porção de
alegria e dor e DEUS não nos permite mais do que conseguimos suportar.
Força, fé, coragem, determinação são coisas que nunca te faltaram e não te faltarão nesta hora.
Tenha um abençoado final de semana, um diagnóstico muito favorável e conte sempre comigo, você sabe o quanto a admiro e sou sua fã.
Um beijo carinhoso no seu lindo coração.
Te amo!!!
Luzia

Ana Lúcia. disse...

Katinhaaaaaaa!
Não sei se devia
nem mesmo se podia
mas
sorrateiramente
na calada da noite
incluo-me entre seu QUERIDOS AMIGOS E AMIGAS!
E é através deta telinha´
pta lá de especial
que existe a troca
adjetivo quase em extinsão
no dia-adia cara-acara.
Temos aqui
letras que valem sorriso
valem recomeços
valem vida nova
valem sonhos renovados
valem saúde recuperada
valem diagnóstico superado
valem a Vitória da Vida.
Valem a vida das palavras
na vida do coração
na vida da noite e do dia.
Viver, doar e receber
amizade
presente que fica.
Vida presente que se intensifica aqui!

É isso...
Beijãozinho, e aquele abração apertadinho by sampa!

BethoSides disse...

Oi...
Candidato-me a uma vaga entre os QUERIDOS AMIGOS seus...E convido-lhe a participar do 1º Encontro Nacional de Blogueiros que vai acontecer em Dezembro. + informações no blog(veja postagens anteriores) ou
bethosides@bol.com.br.
nsides@uol.com.br
bethosides@gmail.com
Forte abraço e BFS

VANUZA PANTALEÃO disse...

E aí, Amiga!
Acertando o compasso nesse final de semana ensolarado e céu azul de brigadeiro. Te adoro!!!
Carinho sem fim!!!

Anônimo disse...

Obaaaaaaaaaaaaaaa.
Saudades.
Um enorme e demorado abraço.
Queria muito ter o poder de desligar sua dor. Tenho fé no bem. Então meu sincero desejo é que o Bem interceda, rompendo e disolvendo esta tortura.
Assim como os Romanos nos mostraram no caminho, existe sempre algo a mais na pomada de arnica.(só vc sabe).
Beijo.
Mauricio

VANUZA PANTALEÃO disse...

Precisamos de notícias suas, Kátia. Você está hospitalizada? Espero que não. Alguém aí pode responder???
Volto antes do Natal!!!Bjsss

Dag disse...

Kátia, vc como sempre me comovendo com seu jeito de dizer as coisas. É bom ver as pessoas tirarem palavras do coração, é sentirmos emoção com coisas tão simples. Vc é um amor, não deixe, fenecer este seu brilho, lute, relute,
entre no compasso, e sai como este seu sorriso que vai de canto a canto, que chega até a fechar os olhos. Beijo grandão pra vc.