terça-feira, 12 de abril de 2011

DIVAGAÇÕES



Hoje amanheci assim:
nem alegre, nem triste.
Hoje vi o dia clarear assim:
nem sol, nem chuva.
Hoje não houve despertar, porque não houve dormir.
Não houve canto de pássaros,
nem a vida a se por em movimento.
Hoje senti vontade de estar perto
daqueles que precisam de colo
Mas também querendo tanto
alguém que me desse seu ombro.
Contradições.
Vontade de lutar,
Cansaço de tanta batalha.
Dor doendo no peito
Saudade danada de gente que amei,
ainda amo,
que sei também me amaram,
ou ainda amam,
tão dentro do meu coração
tão longe do toque da mão.
Hoje levantei-me assim:
nem alegre, nem triste;
então por que essa lágrima
teima a sair de mim?

5 comentários:

Vanuza Pantaleão disse...

Porque assim é que a vida é...
Meu gatinho morreu; fez mais de trinta anos que o meu primeiro esposo faleceu; morreu também uma grande amiga minha e tudo nessa sequência, agora, no mês de abril. Se fosse em agosto, diriam que era o mês do desgosto, o que seria uma rima e não uma solução e, você bem sabe, foi uma boa sacada do Drummond> " Mundo, mundo, vasto mundo/Se eu me chamasse Raimundo/Seria uma rima e não uma solução..."

Porque a vida
É assim...

Deposito um beijo sobre essa lágrima!

Mauricio disse...

Ninguém é de ferro e tão pouco possui uma paciência Divina, não é mesmo. Como os demais, fico feliz pelo carinho dedicado. Beijo

George Nunes Bueno disse...

Um olho com lágrimas de alegria... E o outro com o oposto! rsrsrs

Beijão!!!

http://www.leiaatentamente.tk

Vanuza Pantaleão disse...

Come um chocolatinho, Kátia. Aumenta o nível de serotonina e é uma delícia.
Amiga, uma Páscoa com paz, saúde e tudo que você desejar de bom.
Beijinhos doces!!!

Poeta Mauro Rocha disse...

Feliz Páscoa a você e a todos de sua familia e amigos.

Um um abraço!