quinta-feira, 1 de abril de 2010

CHICO XAVIER - CISCO DE DEUS

HOMENAGEM PELO CENTENÁRIO DE NASCIMENTO
DE CHICO XAVIER - 02/ABRIL/2010


Francisco Cândido Xavier, homem simples, desprovido de qualquer ambição material, espírito elevado que nos mostrou o verdadeiro sentido da Caridade, do Amor ao Próximo, dos ensinamentos de Jesus como crêem e buscam os adeptos do Espiritismo, doutrina codificada por Allan Kardec.
Chico foi o instrumento que vários espíritos usaram para a publicação de mais de 400 livros que vieram complementar os preceitos das obras básicas de Kardec.
Chico, que se considerava "Cisco de Deus", trouxe, também, alento para inúmeras pessoas através da psicografia de cartas ditadas por espíritos desencarnados que davam notícias do outro lado da vida.
"O Carteiro", música do Grupo Bem (Vitória-ES), é uma homenagem ao homem que nos deixou o verdadeiro exemplo de desapego ao mundo material.
Oxalá sua vida seja exemplo para nós, ainda tão imperfeitos...
Que Chico continue olhando por nós!

A qualidade do vídeo não é muito boa, visto que foi realizada amadoramente, mas espero que apreciem a música, que é belíssima.
Deixo, a seguir, a letra de "O Carteiro"

(Composição: Grupo Bem)

Em um mundo onde
Muita gente vive 
Longe de quem ama 
Um homem humilde 
Quis aliviar 
A dor da distância  

E escolheu ser um carteiro 
E entregar cartas de amor 
E trazia do estrangeiro 
Mensagens do interior  

Francisco, 
Um Cisco 
De Luz... 

Tinha nome de santo 
E era só mais um homem 
Fazendo sua parte 
Entregando cartas como ninguém 

Era homem honesto
Dedicado ao trabalho
Não ganhava um trocado 
Por cartas escritas por outro alguém  

Francisco, 
Um Cisco 
De Luz... 

3 comentários:

Jeanne disse...

Muito lindo este blog.
Chico Xavier foi e continua sendo exemplo para todos nós.
Feliz Páscoa!

Cecília disse...

Linda música!
Ele foi um grande exemplo para todos nós.
Beijos!
enha uma linda semana!

VANUZA PANTALEÃO disse...

De Chico também dizia-se que vivia mais do outro lado que aqui...
Filme lançado recentemente sobre sua vida.
Indicado ao Nobel da Paz, não ganhou...não ganhou porque ele era a própria PAZ.
Um beijo, Kátia!!!