quarta-feira, 11 de junho de 2008

CIDADE DO MÉXICO

Não é a foto que está torta... depois do terremoto de não me lembro quando, os prédios da parte antiga afundaram um pouco e ficaram assim, um pouco tombados... meio sinistro. Primeira impressão: fria, cinza, triste, feia!
Cidade do México ou DF como dizem os mexicanos, não é cidade que se apaixona à primeira vista, é para ser conquistada e se deixar conquistar pouco a pouco.
Amor construído com paciência.
É uma cidade bonita, alegre, colorida, cheia de encantos e recantos.
Fiz um mosaico...
Se pudesse colocaria mil fotos.
DF é única: uma mistura donde o antigo e o moderno se misturam e se completam tornando um todo bonito.
Onde nada surpreende: você encontra indígenas fazendo seus rituais no Zócalo - praça principal onde estão os Palácios do Governo, Municipal, Catedral etc., Xamãs fazendo "límpias", que é um tipo de bendição de limpeza, em plena rua, gente vestida de todos os tipos (cada região tem seu traje típico)... lá tudo é normal.
E a profusão de gente diferente, cores, aromas, torna DF única. Não conheço nenhuma cidade no mundo (é certo que do mundo conheço pouco) que posso comparar à Cidade do México, nem mesmo as cidades da sua colonizadora Espanha. Eles souberam permanecer distintos. Acho que isso é o que mais me encanta.


IMPERDÍVEL:
Para ver tudo seriam necessários uns 30 dias, mas existem alguns pontos que não se pode deixar de ir:
- Museu de Antropologia (é enorme! abrange todas as etnias. No pátio em frente tem a apresentação dos Voladores - foto acima - não deixe de ver, é típico dos índios não sei quais, mas é lindo!)
- Museu Frida Kahlo (sem comentários!),
- Museu Diego Rivera,
- Museu Dolores Olmedo (que dizem que era amante de Diego),
- Museu de Arte Moderna,
- Palácio Nacional e seus murais de Diego Rivera
- Todos os outros edifícios públicos em torno do Zócalo e que ficam abertos à visitação.
- Catedral (que também é meio torta)
- Tempo Maior - ruínas arqueológicas astecas e museu ao lado da Catedral
- Torre Latina (fica lá na pqp das alturas, de onde só se pode sair de elevador - 8 pessoas ou voando e eles me fazem um museu com fotos do terremoto, pode? é para bambear as pernas),
- Palácio de Belas Artes,
- Casa de Azulejo,
- Palácio dos Correios,
- Basílica de Guadalupe ou de La Virgencita, etc etc
- Um pouco mais afastado fica Xochimilco - Uma Veneza tropical, as águas são negras por causa do lodo... com ilhas flutuantes, onde passeiam barcos enfeitados com flores, corações, e gente dentro fazendo festa, piquenique... coisa que só se vê no México.
- Parque Chapultepec onde tem várias apresentações folclóricas e as pessoas também fazem piquenique (e nem são chamadas de farofeiras).


DICAS:

- Para se ter uma visão geral o melhor é pegar um Toury Bus recorrido - 2 horas de passeio com tradução simultânea (não tem português) que roda pelos lugares e bairros que interessam. Pode-se comprar um boleto válido para dois dias (sai muito mais barato) e existem as paradas onde você pode descer, conhecer os arredores e tomar o próximo ônibus. O ponto inicial é no Zócalo, ao lado da Catedral. São dois trajetos distintos.

- Não entre num táxi sem perguntar antes se tem taxímetro, se não tiver, combine o preço antes.

- No aeroporto, ambos os setores, têm paradas de ônibus (tipo rodoviária de luxo) onde pode-se tomá-los para qualquer parte do México,

COMPLEMENTANDO:

- Se tiver tempo, não deixe de ir a Teotihuacán, que é um sítio arqueológico localizado a 40 km VTeotihuacan ou Teotihuacán, é um sítio arqueológico localizado a 40 km da Cidade do México e é declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.
Teotihuacan foi a maior cidade conhecida da época Pré-Colombiana na América e lá estão as Pirâmides do Sol e da Lua. Existem tours todos os dias levando os turistas. Se for, não esqueça da água! Lá é lindo!!!!

É mais uma cidade que vale a pena conhecer!!!!

6 comentários:

Defensor disse...

Salve,
Gostaria de visitar algum dia os sítios arqueológicos. A cultura Asteca me atrai por demais.
Abraços

Deusa Odoyá disse...

Oi minha nova amiga.
Atraves de vc. pude passear nesse lindo pais"MÉXICO".
A cultura asteca me deixa muito atraída por seus mistérios.
Belas iamgens.
Voltarei mais vezes.
beijos amiga.
Te aguardo no meu cantinho.

Cláudia Pinho disse...

a primeira imagem é realmente um pouco sinistra. mas acaba por retratar mais uma etapa da vida daquela cidade, e de que maneira.
Se algum dia for à Cidade do México vou-me lembrar deste seu autêntico guião turístico, de certeza. Para além de que vou poder constatar aquilo que me parece, que este sítio é cheio de vida.
beijo

Jacinta Dantas disse...

Ei Kátia,
depois de vários dias longe do PC, estou aqui, colocando a leitura em dia, vendo-me nesses dias, na imagem que ilustra seu post anterior.
Mas,mudando de assunto, já falei uma vez e volto a dizer: Fazer essa viagem junto com você está sendo muito legal. Assim vou conhecendo um pouquinho do México. Obrigada.
Beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

GOSTARIA DE CONHECÊ-LA POR AMO FRIDA KAHLO! TENHO UNS 50 LIVROS SOBRE ELAM, ALÉM DE ESPELHINHOS, PENTES CARTÕES, ETC. MAS HJ, AMIGA, NEM FRIDA KAHLO ME TIRARIA DO TORPOR. POSTEI HJ SOBRE STARDUST, O MISTÉRIO DA ESTRELA E SOBRE A II PARTE DA DAMA E O UNICÓRNIO. VÁ LÁ E DEIXE O SEU COMENTÁRIO. SE AINDA NÃO PÔS COMENTÁRIO EM PARIS, EU TE AMO, APROVEITE A OCASIÃO.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
BEIJOS, CADA VEZ GOSTO MAIS DE VCS
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO

Paulo Vilmar disse...

Kátia!
Acho mosaico a palavra chave para definir o México!
Bom fim de semana!
Beijos!